AV. ASSIS BRASIL, 8787, SARANDI, PORTO ALEGRE-RS | CENTRAL DE ATENDIMENTO 0800 51 8555 

Você está aqui

Comércio Exterior

O forte recuo nas vendas externas de produtos gaúchos a dois dos principais compradores do Estado, China e Argentina, provocou uma grande queda, em setembro, nas exportações, que totalizaram US$ 1,3 bilhão. A retração chegou a 19,4% em relação ao mesmo período do ano passado. Deste total, o grupo de produtos básicos foi responsável por 35,1% do montante exportado (US$ 455 milhões), desempenho 13,3% menor nessa base de comparação. A indústria também sofreu o impacto, vendendo US$ 836 milhões, redução de 22,2% ante setembro de 2017.

O presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), Gilberto Porcello Petry, participa nesta segunda-feira (1º), da sessão plenária Índia e LAC: Desafios e Oportunidades em Comércio e Investimento, dentro do Fórum Internacional Índia-América Latina & Caribe, em Santiago, no Chile.

Com uma população de mais de 10 milhões de pessoas e PIB de US$ 554,3 bilhões (per capita de US$ 44.723), o estado da Georgia, ao sudeste dos Estados Unidos, conta atualmente com mais de 40 companhias brasileiras entre as 3 mil de outros países que operam em seu território.

“Com a quarta revolução industrial, a ciência e a tecnologia terão mais valor do que o capital. Neste novo contexto, observamos que uma aproximação entre o Brasil e a Coreia do Sul deve promover resultados muito positivos”. A observação é do embaixador sul-coreano no Brasil, Chan-Woo Kin, que se esteve na sede da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul nesta terça-feira (21) e foi recebido pelo presidente da entidade, Gilberto Porcello Petry. 

A agenda de internacionalização possui muitas barreiras envolvendo a infraestrutura, a logística e a tributação. Esse foi um dos assuntos abordados na terça-feira (7), no evento Sul for Export, realizado pelo Grupo Amanhã, com apoio das Federações das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), Santa Catarina (FIESC) e Paraná (FIEP), em Florianópolis.

Representantes de empresas, entidades e municípios gaúchos participam, a partir de 12 de março, da Missão Energias Renováveis e Biogás Países Baixos, organizada pela Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), por meio do Centro Internacional de Negócios (CIN-RS).

O embaixador da França no Brasil, Michel Miraillet, disse nesta quinta-feira (1º), durante visita à Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), que o presidente Emmanuel Macron lhe incumbiu de incrementar as relações comerciais e econômicas em todas as áreas com o Brasil. “Isso não se resume apenas a São Paulo e Rio de Janeiro, precisamos aumentar nossa presença no Rio Grande do Sul, Estado atraente por seu desenvolvimento e recursos humanos de alto nível”, disse Miraillet, que foi recebido pelo presidente da FIERGS, Gilberto Porcello Petry.

A multinacional francesa Lactalis, a maior no segmento de lácteos no mundo, inaugurou, nesta quarta-feira (28), a nova linha da unidade de Teutônia, onde serão produzidos leite UHT em garrafas PET, além de manteigas especiais. A inauguração é resultado de um investimento de R$ 104 milhões, anunciado em 2016, durante a missão internacional liderada pelo governador José Ivo Sartori à França, que contou com a presença também, na ocasião, do atual presidente da FIERGS, Gilberto Porcello Petry. “Estive no anúncio desses recursos, em Paris, e essa missão se materializou.

O ano de 2018 começa bem para a indústria gaúcha, aponta a Sondagem Industrial, divulgada nesta terça-feira (27) pela Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS). O índice que mede a evolução da produção alcançou 52,8 pontos em janeiro, o que denota um crescimento em relação a dezembro de 2017. Desde 2013, o índice não ficava acima de 50 pontos no primeiro mês do ano. Da mesma forma, o emprego (53 pontos) mostrou o primeiro crescimento no mês em oito anos. “O cenário de recuperação deve persistir nos próximos meses.

A embaixadora dos Emirados Árabes Unidos em Brasília, Hafsa Al Ulama, participou nesta terça-feira à tarde (23), na FIERGS, do evento Oportunidades de Negócios com os Emirados Árabes Unidos. Ao lado de representantes da Dubai Exports, da Dubai Chamber e do First Abu Dhabi Bank, ela apresentou às empresas gaúchas o ambiente de negócios do seu país, bem como potenciais parcerias comerciais e de investimentos. “Nosso país valoriza muito a relação com o Brasil, mas gostaríamos de melhorar o comércio entre ambos.